quarta-feira, 29 de julho de 2009

terça-feira, 28 de julho de 2009

MÚSICA - Barão Vermelho

Os almoços do 4 Portas são sempre enriquecedores, podem acreditar. Neste último, depois do tradicional café expresso, fomos a Livraria do Odeon, onde descobri o livro "Barão Vermelho - Por que a gente é assim", presente ideal (para um irmão sonoramente EXAGERADO).
Presente dado, presente devorado. O livro narra a história do Barão, desde o início, e vem com um CD que reproduz a primeira fita demo do grupo. Fita que chapou Ezequiel Neves e abriu as portas para o primeiro LP da banda de garagem, Barão Vermelho.










Ouvidos criados na era dos CD's, ou que já esqueceram das fitas cassetes, vão estranhar a qualidade do som. Mas vale a pena como documento histórico.
A primeira música "Nós" não faz parte da fita demo, mas é outra descoberta: foi a primeira parceria entre Frejat e Cazuza, mas só gravada no terceiro disco do grupo.








Aos que não gostam de rock, desculpe, mas
AUMENTE O SOM QUE ISSO É ROCK'N'ROLL!!!!!!!!

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Xereta - Amsterdam é Aqui


Nos tempos de internet vendendo sexo a um click do mouse, Copacabana importa os classificados sexuais típicos de Amsterdam.

sábado, 18 de julho de 2009

COLEÇÃO IGREJAS

Igreja Matriz, Conceição de Ibitipoca, MG

Fotografia para mim é o uma forma de mostrar o mundo com uma graça pessoal. É documentar, sobretudo, meu olhar. Na coleção Igrejas religiosidade pouco me interessa. Fascina-me a grande variação de formas arquitetônicas e suas as sutilezas. É uma história que participo com meu olhar.


10208_ 185

10208_ 160


10208_ 154


10208_ 146


10208_ 145


10208_ 144

10208_ 139


10208_ 129








quinta-feira, 16 de julho de 2009

Álbum de família


Desfazendo as insinuações de que alguns elementos do 4P nunca tiveram cabelo, envio esta imagem de nossa juventude, do dia emocionante em que Expedito resolveu que não tinha mesmo talento musical e resolveu trocar sua viola caipira por um almoço no Mala e Cuia de Copacabana para toda a equipe.


terça-feira, 14 de julho de 2009

ONTEM FOI DIA DE ROCK

Ontem foi o dia Mundial do Rock, para comemorar, está de volta a nosso coluna Música.
Rock brazuca dos anos 80, de uma época em que o Circo Voador e a cerveja eram baratinhos.
Divirtam-se.





quinta-feira, 9 de julho de 2009

XERETA - VIGILANTE E OPERANTE

Alertado por um amigo do blog de que o nosso Vigilante e Operante cidadão poderia ser despedido por justa causa, "photoshopiei" alguns detalhes para manter o anomimato do dorminhoco.
A Coluna Xereta não tem a mínima vocação para denuncia, são apenas instantâneos do cotidiano ao alcance de nossas modernas xeretas.
Não entendo nada sobre regulamentos de corporações, mas acredito que o amigo acima estava em seu horário de almoço e cochilando era um lugar privado, não em seu posto de trabalho.
A cena é curiosa e merece o título. Desculpe amigo Ro, mas a foto vai para o trono.
Abraços

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Um mundo grande...



Caro Chico,
Creio que autor estava fazendo apenas um alerta e usando as palavras de Churchill para dar ainda mais ênfase. Em nosso micro universo até concordo com você, não está tão ruim assim. Claro, podia estar muito, muito, melhor.

Pensando melhor nestas questões, vou além: Falta educação em vários níveis, não é apenas escola. Não é apenas cultura, no sentido da informação. Falta uma questão ética que creio ser um estado natural do homem moderno. Se não ativo em todos, latente na maioria. Faltam valores mais profundos. Valores que o consumo desenfreado e a criada necessidade infindável de ter coisas ajudam ainda mais a corromper o espírito frágil do ser.

Por outro lado, eu sim, levo aquelas palavras mais a sério. Fico pensando se democracia é realmente um caminho sadio para nossa espécie. E não me julgue mal, eu mesmo amo minha independência, minha liberdade... Provavelmente não viveria em outra forma de governo, mas para a humanidade parece uma criança mimada. A liberdade pode ser altamente destrutiva quando sem controle. Se fosse possível começar tudo de novo talvez pudéssemos encontrar um caminho diferente.
Democracia só pode funcionar plenamente numa sociedade madura, adulta e consciente de seus deveres. As escolhas geralmente são individuais não coletivas. E nós estamos longe de atingir a maturidade como espécie. Quando não são a pessoas, são os governos que agem de forma “individualista”. Para aprimorar a democracia, de forma responsável, é uma ação em nível intimo... consciente... que deve transbordar o espaço pessoal. Hoje, a consciência é difícil. Ela extrapola a ética, pois de fato não temos tempo para reflexão. Agimos num sistema que não permite mudanças. Consumir é preciso para existir...
Assim a única conclusão que posso chegar é que precisamos de mais tempo em nosso cotidiano para exercitar a consciência. Precisamos de espaço. Precisamos mais disciplina e paciência para ensinar. Proteger o próximo e educar tinha que ser um mantra universal. O mundo é grande e desigual.
Abraço forte
Herbert

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Opinião

Sobre a DEMOCRACIA





Viajamos em caminhos complicados...
È difícil discordar totalmente do autor... Mas, não creio que as coisas ainda estejam e sejam assim.
Na Grécia Antiga, como bom pesquisador, ele deveria levar em conta o contexto da época. Por mais chocante que possa ser hoje a informação de escravos e mulheres não terem direito a voto, a Democracia instituída ali, foi um avanço diante de todo sistema religioso, social, político com seus conceito, crenças e principalmente do que era praticado nas regiões em volta e no resto do mundo conhecido.
Voltando aos dias de hoje, repito, não acho que as coisas continuem assim. Em grande parte do país as informações chegam e são discutidas. Em vez da ignorância em relação ao voto, sinto até uma sensação de revolta e indignação, tanto no campo, cidades do interior e mais ainda nas periferias das cidades. Acho que faz tempo que o povo deixou de ser bobo, se é que foi um dia.
Nos lugares aonde existem “currais”, uma mínima parte dos votantes vendem seus votos de “caso pensado”. Na sua grande maioria, são enganados e iludidos. Neste caso, o demérito sem sombra de dúvida, é dos políticos, “testas de ferro” e “cabos eleitorais” envolvidos, estes sim são corruptos e prostituídos. Aliás, acho até que se deveria deixar de lado e em paz as prostitutas (tos), eles não merecem essa comparação.
Também é claro, devemos levar em conta falta de educação formal e a dificuldade da distribuição de informações que ainda assola nosso país. A manutenção da ignorância, a falta de interesse na mudança... Aí sim, me parece, que é de “caso pensado” por parte dos nossos governantes.
A Democracia, acho, é mais rica que isso, tem mais faces e tem que ser analisada na sua totalidade, pode ser aprimorada, pode ser mais responsável, mais humana, mais social.
Fiquei aqui pensando o que queria dizer, o que propunha de fato o autor do artigo, não sei se entendi.
Concordo, “dos males, vamos ficar com o menor”.
Ah sim! Eu acho que o povo toma banho.

Chico Expedito

O PIOR REGIME É A DEMOCRACIA... Francisco Augusto

Ilustração: Rodrigo Fontanini
Concurso MCD Manifest



Quando lecionava História, tive a oportunidade de estudar com meus alunos o nascimento dos regimes políticos ao longo do tempo. Um dos que mais nos chamou a atenção foi a democracia. Ora! Quando falamos em democracia, esta vem como sinônimo de liberdade, de escolha e nestes tempos como o direito de votar e de também ser votado. Em Atenas, na Antiga Grécia, este direito de escolha pertencia à classe dominante, ficando de fora, jovens mulheres e escravos. Embora esta aristocracia dominante representasse menos de 5% da população, isto era democracia. Este regime sofreu profundas mudanças com o passar dos séculos e das revoltas do povo que geraram revoluções; saibam que só no século XX as mulheres puderam a votar no Brasil. Hoje, com as exceções legais votam quase todos. Daí nasce o problema: a maioria da população de um município como os de nossa região não tem a mínima capacidade de votar, uma vez que são ignorantes ao que representa o voto. O resultado é que fatores que deveriam prevalecer em uma eleição, como propostas reais e possíveis dos candidatos ficam de lado e a massa de miseráveis que votam faz a diferença ao invés daqueles que votam em bons políticos. A corrupção não é demérito dos candidatos, mas, principalmente dos eleitores que venderiam, como de fato vendem seu voto em troca de favores. Para cada voto consciente existem dez vendidos. Ou seja, a “massa” simplesmente se viciou e se prostituiu. Ou não é verdade que durante os anos não eleitorais as pessoas, não têm fome, não precisam de dinheiro para viajar, ou de gás de cozinha, entre outros. È só passar na casa de qualquer candidato deste estado e observar as Donas Maria, os Seus José e tantos outros que nem banho tomam mais. No final de tudo, estes que já se acostumaram com este sistema político intencional de mantê-los na miséria fazem a diferença e todos literalmente pagam o pato, do empreguismo, das obras necessárias e não feitas, das mal feitas ou inacabadas, do baixo salário pago, etc. Pelo menos temos ainda o direito de escolha e É OBRIGAÇÃO, QUESTÃO MESMO DE SOBREVIVÊNCIA educar nossos filhos sobre estes temas, politizar os prostituídos a saber que se a coisa pública andar bem, eles não precisarão mais mendigar nada na casa de ninguém. E quanto a democracia ela representa a busca por mudanças, mesmo com todos os seus defeitos. “A democracia é o pior regime... depois de todos os outros”. Esta frase é de Winston Leonard Spencer Churchill, Primeiro Ministro Inglês durante a 2ª Guerra Mundial. Um abraço a todos e consciência a todos.
ESTE ARTIGO FOI PUBLICADO EM 28/09/2008. DE LÁ PARA CÁ, A POLÍTICA SÓ PIOROU.


Postado por Francisco Augusto às Sábado, Janeiro 24, 2009

http://francisco-augusto.blogspot.com/2009/01/o-pior-regime-democracia.html